Benefícios para Pacientes com Câncer do Óleo Essencial de Lavanda.

Atualizado: 18 de Set de 2019

As pessoas ou o amam apaixonadamente ou a odeiam com a mesma força. Pouquíssimos óleos essenciais evocam uma resposta tão apaixonada quanto as que as pessoas têm para com as fragrâncias como o óleo essencial de lavanda, pela memoria afetiva que ele remete. Quem nunca visitou um parente querido que a casa tinha cheiro de lavanda, (casa de vó, de tia, etc...).


Quando é perguntado ao último grupo o que os fazem odiar... geralmente tem a ver com uma avó ou tia ranzinza que usou perfume de lavanda! Deixando a preferencia pessoal pelo aroma, o óleo essencial de lavanda tem mais usos e benefícios do que quase qualquer outro óleo essencial no planeta. No artigo que segue discorrerá especialmente sobre estudos de uso para pacientes com câncer e fornecerá algumas ideias sobre à sua utilização com beneficios. Claro que não tenho a intenção de substituir a orientação médica.


O nome botânico da verdadeira lavanda é Lavandula angustifolia. Embora outros tipos de lavanda, também, podem ter usos benéficos, a maioria das pesquisas centra-se na Lavandula angustifolia e é a mais conceituada para fins terapêuticos. A nossa do "Armazém Fruto da Terra" é a lavanda Francesa (lavandula Angustifolia) com origem na Bélgica (alta altitude) o que a deixa conhecida como lavanda Fina.Um breve relato Histórico do Óleo Essencial de LavandaO óleo essencial de lavanda tem um lugar especial no mundo das ervas e tem sido considerado por suas maravilhosas propriedades curativas. A sua história remonta há cerca de 2.500 anos, tempo em que os antigos egípcios e fenícios o usavam à cura, embalsamamento e perfume. Os romanos eram conhecidos por usar a lavanda por suas propriedades medicinais e de limpeza, perfumando banhos, como um repelente de insetos, e até mesmo para fumar! Durante os tempos da peste negra na Inglaterra, a lavanda foi usada à proteção contra à peste. As pessoas prendiam os caules da lavanda em seus pulsos e tornozelos para protegê-los contra a doença, sem entender a exata razão dessa forma de proteção.


Agora sabemos porquê funcionou... a lavanda repelia as pulgas que carregavam a peste! Em tempos de guerra, quando medicamentos e antibióticos não estavam prontamente disponíveis, frequentemente era dado o óleo de lavanda aos soldados para aliviar a dor dos ferimentos e matar qualquer bactéria em suas feridas. Descobriu-se, agora, centenas de outros usos à lavanda. Ela é conhecida por ser calmante e relaxante para o sistema nervoso, atenuando a depressão e melhorando o desempenho cognitivo.


O óleo essencial de lavanda cura queimaduras, alivia os sintomas de alergia, mata as bactérias, neutraliza a coceira das picadas de insetos, é um antisséptico e antifúngico natural, e muito mais. Um dos aspectos mais interessantes do óleo essencial de lavanda, no entanto, é que ajuda os pacientes com câncer.Os 4 Benefícios do Óleo Essencial de Lavanda para Pacientes com Câncer1. Antitumoral – Um dos fitoquímicos ativos na lavanda é o álcool perílico. Em 2015, os pesquisadores descobriram que o álcool, administrado via inalação nasal, era um tratamento eficaz para pacientes com glioblastoma (forma de tumor maligno mais comum no cérebro). Esses pacientes ficavam sem resposta às terapias padrão contra o câncer e enfrentam um prognóstico sombrio.


O estudo indicou que a inalação de longo prazo do álcool perílico foi muito bem tolerada ao longo de vários anos de uso diário (isso significa que os pacientes viveram muito mais tempo do que o esperado!). Outra fitoquímico presente na lavanda é o linalol. Em recente pesquisa de 2016 sobre o linalol os dados indicaram que tem significativa atividade citotóxica (morte das células de câncer) e apoptose (morte celular programada) contra tumores epiteliais do ovário. Além disso, os pesquisadores descobriram que a combinação de linalol com paclitaxel (medicamento usado no tratamento do câncer) diminuiu significativamente o peso do tumor, em comparação com o uso exclusivo do paclitaxel. Em 2015, uma pesquisa sobre o linanol contra as células de melanoma humano revelou que o linalol tinha um efeito inibidor no crescimento destas células. Um estudo de 2014 demonstrou que o óleo essencial de Lavandula angustifolia apresentou significativos efeitos citotóxicos contra as células do câncer de colo do útero. Ele teve o mesmo efeito nos receptores de estrogênio e progesterona no câncer de mama. Em outro estudo de 2013, os pesquisadores descobriram que a Lavandula angustifolia diminuiu a viabilidade das células de Linfoma de Hodgkin. A lavanda inibiu a proliferação celular (crescimento rápido) e induziu à apoptose. Dicas de uso: Use o óleo essencial de lavanda (cerca de 4 gotas no máximo) diluído em óleo de coco (ou óleo de semente de uva, jojoba, etc), massageando-o diretamente na área afetada. Usado transdermicamente, os óleos essenciais são absorvidos na corrente sanguínea em cerca de 20 minutos.


O óleo essencial de lavanda, também, pode ser usado em um cômodo usando um difusor elétrico. Nunca aqueça os óleos essenciais, uma vez que arruína suas propriedades terapêuticas.2. Alívio da ansiedade e do estresse – A lavanda é excelente por sua capacidade de acalmar o sistema nervoso e aliviar o stress e a ansiedade. Ela também ajuda a melhorar a qualidade e a profundidade do sono. Um estudo de 2009 confirmou a capacidade da lavanda para melhorar o humor e reduzir a ansiedade e depressão. Dicas de uso: Basta gotejar algumas gotas de óleo essencial de lavanda diluído em óleo de coco em suas mãos, esfregue-as, e inale profundamente o cheiro por um minuto ou dois para desfrutar de seus efeitos calmantes. O óleo essencial de lavanda, também, pode ser utilizado em um cômodo através de um difusor. Pode ser aplicado nas solas dos pés antes de ir para a cama à noite. Uma ou duas gotas de óleo essencial de lavanda pode ser aplicada diretamente sobre o travesseiro.3. Melhoria da função do sistema imunológico – Estudos mostram que os efeitos antibacterianos da Lavandula angustifolia ajudam a proteger os pacientes de câncer com o sistema imunológico comprometido de microrganismos oportunistas, até mesmo a temida Staphylococcus Aureus, ou Estafilococo Dourado. Influencia os macrófagos e fagócitos do corpo, parte do sistema imunológico, e influencia a atividade genética para ajudar a combater a infecção. Dicas de uso: Certifique-se de usar um óleo essencial de lavanda de boa qualidade. As solas dos pés têm os maiores poros do corpo, por isso este é um bom lugar para aplicar os óleos essenciais, massageando o óleo essencial de lavanda diluído em óleo de coco, especialmente antes de ir para a cama à noite. O óleo de lavanda também pode ser aplicado através do uso de um difusor em um cômodo onde você trabalha ou estuda.4. Alívio da dor – A lavanda tem sido muito utilizada para o alívio da dor.


Um pequeno estudo em 2007 com a lavanda examinou a necessidade de medicação para a dor em 54 pacientes submetidos à banda gástrica (laparoscópica). Os 82% dos que receberam apenas um placebo requereram medicamento à dor. Apenas 46% dos que receberam lavanda por inalação requereram medicação à dor. Também, significativamente menos medicação à dor foi exigida por aqueles que receberam lavanda, em comparação com os que receberam um placebo.


Dicas de uso: O óleo essencial de lavanda pode ser inalado diretamente das mãos ou através de um difusor. Massagei-o na pele da área afetada ou nas solas dos pés.Precauções ao Usar o Óleo Essencial de Lavanda1. Verifique se o seu óleo essencial de lavanda é derivado da verdadeira lavanda, Lavandula angustifolia, e não lavandin. O Lavandin é muitas vezes substituído por fabricantes de óleos essenciais mais baratos porque produz mais óleo do que a verdadeira lavanda. O Lavandin não é um legítimo substituto à Lavandula angustifolia, pois não possuem as mesmas propriedades curativas e nunca deve ser usado em queimaduras. O lavandin será matéria para outros post porque tem outras propriedades terapêuticas. 2. O uso da lavanda pode aumentar ou potenciar os efeitos sedativos e narcóticos de outras drogas, devido ao seu efeito calmante no sistema nervoso central. 3. Seja cauteloso sobre o uso de lavanda em conjunto com medicamentos anticoagulantes porque a combinação pode aumentar o risco de hemorragia. 4.

Nunca aplique os óleos essenciais em qualquer lugar perto dos olhos ou dentro das orelhas. 5. Não é recomendado o uso de óleos essenciais como um único tratamento para o câncer. Mas usado em combinação com outras terapias (convencionais e alternativas), os óleos essenciais podem desempenhar um grande papel em ajudar uma pessoa a se curar.Referências Bibliográficas: https://www.researchgate.net/…/38013418_Essential_Oils_and_… http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4497427/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26861249 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25973472 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24571090 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4142939/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26730790 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17894152Fonte: https://thetruthaboutcancer.com/cancer-benefits-lavender-e…/



36 visualizações

©2019 por Armazém Fruto da Terra.  Imagens são de autoria de Armazém Fruto da Terra e estão protegidas pela lei de direitos autorais